Traição

Aquele momento em que não basta ter perdido a dignidade, você vê a bichinha indo embora de mãos dadas com seu sono.

Isso foi no mesmo dia em que me dei conta de que Deus é um maluco distraído demais. Me deu uma xota no lugar de um pau. Puxa… eu poderia ser um cara barbudo, cabeludo (pq se já é foda ir pra salão de cabeleireiro sendo mulher, quiçá se eu fosse homem) e ainda por cima, é aquele maluco que mexe com seu emocional pra te fazer consumir, te fazer se sentir culpado, te fazer sentir dó de alguma pessoa que transcenda o limite da filha-da-putagem até pra você que é um puta de um filho da puta? Pois é, esse é Deus.

Não, não vou bancar o revoltado da vida que nunca orou, nunca acreditou em Deus e só porque tá na merda fica lhe desafiando, encarando-o como se ele fosse um acaso pirracento que lhe dará as maiores alegrias se você disser que ele é um grande babaca por ter permitido que você, logo você, essa pessoa assim tão especial tenha o destino de um suvaco de aleijado.

Se observar bem, eu escrevo Deus com letra maiúscula (enquanto Cazuza chora no caixão> Mentira, se ele existisse não saberia da minha existência. Quiçá morto)  então, eu não vou ficar aqui culpando um ser (existente ou não existente, santo ou desgraçado, ou qualquer outra nomenclatura que as pessoas lhe designem) pela minha dignidade ter partido assim, tão prematuramente. Se é que algum dia ela, de fato, tenha existido fora da minha imaginação.

De qualquer forma, uma coisa que Deus pode ser, é convencido. Sem sombra de dúvida. O maluco quer que todo mundo se salve, mas… quem vai estar no céu além de você, paizinho querido? Você fica 25 anos vivendo uma vida do cão, quando enfim você puder encher a cara de vinho (porque, pelo amor do seu nome, se nem vinho pudesse, ficaria mais hard ainda), vai ser entre a Madre Tereza e o Papa João Paulo  algum numeral decimal que eu não sei se é primeiro ou segundo. Acho que no fundo, ele deve ser inseguro. Se ele colocasse o Marcelo Nova e o Raul Seixas se apresentando durante a ceia, velho, te garanto que ele não seria o centro das atenções…Pelo menos não pra mim.

Aí você me diz: “poxa Jacque, mas vai estar a madre Tereza e o papa João Paulo e provavelmente o papa Chico também vai colar nessa grade, por que ele faria questão da sua atenção?” -Ah, você nunca percebeu que relacionar-se com Deus é estar sobre um relacionamento abusivo? Nunca percebeu que ele é ciumento e possessivo? Pois é… quando você começa um relacionamento com ele, a primeira coisa que ele faz é te presentear com um puta de um senso moral elevado. Sabe aquele saco de bombons que você comeria escondido?Você vai levar pra igreja e partilhar com seus irmãos.. Tá, talvez eu tenha feito isso porque tinha um carinha lá que… enfim, mas você vai fazer isso, mas se não fizer, sua consciência moral elevada vai te conduzir a fazer outra coisa que antes você jamais faria sem peso na consciência, com a cabeça  pendida de tamanho peso (porque eu imagino a consciência lá na sua cabeça e somente lá, como se seu cérebro estivesse a parte do corpo), a mentirinha pra colega da escola, a desculpinha esfarrapada (até aqui, tudo bem, sinal de caráter), as moedas no fundo da bolsa pra criança carente, o casaco usado pra doação na empresa (essa consciência moral elevada poderia não ter tido a abrangência do assistencialismo, mas repito: relacionamento abusivo, não pode deixar um pouquinho de senso crítico) e qualquer oura coisa que possa, supostamente, te afastar dele, ainda que só no campo moral.

Depois disso tudo, é cruzar os dedos para que Deus seja só um acaso pirracento e, por ser desafiado, contrariado e subestimado, me devolva a dignidade, que o dia já raiou…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s